EKÓ HOUSE- Projeto brasileiro participa da competição Solar Decathlon Europe, de casas autossuficientes

Único projeto e protótipo representante das Américas no concurso, a Ekó House foi elaborada através de parceria entre a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Universidade de São Paulo (USP), contou também com a colaboração da Universidade Estadual de Campinas, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Instituto Federal de Santa Catarina. A equipe é composta por professores e alunos dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Mecânica, Elétrica, Sanitária e Ambiental, Automação e Sistemas e Design e Marketing.

O Solar Decathlon Europe é uma competição bianual de universidades que projetam e constroem casas autossuficientes, operando somente com energia solar. Além de apresentar os projetos das habitações, as equipes precisam construí-las e colocá-las em funcionamento. A competição acontecerá, esse ano, no mês de setembro em Madri/Espanha.

O projeto da Ekó House se inspira na tradição dos índios Tupi-Guarani, buscando retratar a integração entre os ciclos da vida humana e da natureza e reforçando a relação com os ciclos naturais. O próprio nome da casa remete à tribo: Ekó em tupi-guarani significa “viver” ou “maneira de viver”. O protótipo da casa está sendo construído no campus da USP, em São Paulo.

Divulgação
Perspectiva

Para apresentar configurações adaptáveis a diferentes famílias, optou-se pelo uso de sistemas de construção modulares. As varandas também fazem parte deste conceito. Com a instalação de painéis e persianas automatizadas, se adaptam às condições ideais de iluminação, insolação e privacidade. Além disso, permitem o sombreamento das fachadas, diminuindo a retenção de calor no ambiente.

Divulgação
Visão geral interna

Internamente, o projeto valoriza um aspecto cultural da vida brasileira, tendo a cozinha como principal local de encontro da família e permite que sua conexão com os demais cômodos seja ampliada a partir da ausência de paredes.

A equipe também idealizou um módulo construído separadamente, que abriga os sistemas elétricos e de automação. Para os sistemas hidráulicos, aquecimento de água e climatização, serão construídos outros dois módulos.

A Ekó House foi projetada a partir de quatro diretrizes: conforto, economia de energia, informação para o morador e segurança. Possui estação meteorológica com monitores internos de temperatura e umidade, controlando a abertura das persianas e a operação do ar condicionado, para manter estável a temperatura interna da casa.

É provida de painéis fotovoltaicos, que transformam a luz do sol em energia elétrica, de gerenciamento dos resíduos e do saneamento preservando os recursos hídricos.  Através de sistema de disposição e tratamento dos dejetos, os efluentes podem ser usados na agricultura e nos jardins.

Artigo extraído parcialmente de http://www.piniweb.com.br//construcao/sustentabilidade/projeto-brasileiro-de-casa-sustentavel-e-desmontado-para-participar-de-265384-1.asp

Saiba mais em  http://www.piniweb.com.br/construcao/arquitetura/projeto-brasileiro-participa-de-competicao-internacional-de-casas-autossuficientes-258453-1.asp

Anúncios

Sobre arquiteturaunimar

Periódico eletrônico da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Marília.
Esse post foi publicado em Arquitetura, Concursos, Internacional, Projetos, Sustentabilidade, Tecnologia da Construção. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s