MOSTRA “A arquitetura de Lelé: fábrica e invenção”

O Museu da Casa Brasileira (MCB), em São Paulo (SP), expõe até o dia 19 de setembro:  maquetes, fotografias, desenhos, filmes e animações em vídeo que revelam a obra deste arquiteto preocupado com uma visão integral da arquitetura,  ligada ao canteiro de obras e resultante da atuação interdisciplinar entre as equipes técnicas envolvidas nas etapas de construção.

Em mais de 50 anos de carreira,  João Filgueiras Lima, conhecido como Lelé, levou as propostas do Movimento Moderno, promovendo a melhoria das condições de vida nas cidades através de uma arquitetura produzida em série e eticamente comprometida com a construção de uma espacialidade adequada ao homem e ao ambiente em que se insere.

Estrutura do Centro Internacional de Neurociências

do Hospital Sarah , Brasília.  Acervo Lelé

As unidades da Rede Sarah representam uma experiência pioneira em busca de um modelo hospitalar de atendimento público exemplar para tratamento do aparelho locomotor. Através de pesquisas para o uso de argamassa armada, metalurgia, marcenaria com aglomerados e compensados, e injeção de plástico, houve um avanço tecnológico. Foram evoluindo os sistemas de ventilação e iluminação natural com os diferentes sheds desenvolvidos para as coberturas, dutos de captação de ar com refrigeração através de pulverização de água, e estabelecimento de sistemas mistos de ventilação adaptados aos locais de implantação das unidades.

O resultado é a melhoria de qualidade no tratamento e cura dos pacientes, com significativa redução dos índices de contaminação hospitalar. Foram eliminados os sistemas fechados de ventilação através de condicionamento de ar tradicional, sem trocas diretas com o ambiente externo.

Hospital do Rio de Janeiro. Foto: André Wissenbach

 Estão em exibição: hospitais, centros de reabilitação e postos de atendimento avançados construídos em Salvador, Fortaleza, Rio de Janeiro, Brasília, Macapá e Belém.  Uma animação em vídeo mostra o projeto e a construção do hospital do Rio de Janeiro, um complexo de 52.000 m² dedicado à reabilitação, para adultos e crianças com paralisia cerebral, e patologias ligadas à medicina do aparelho locomotor.

Visitação: 21 de julho a 19 de setembro, de terça a domingo, das 10h às 18h

Local: Museu da Casa Brasileira

Endereço: Av. Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano Tel. 3032-3727

Ingresso: R$ 4,00 – Estudantes: R$ 2,00 – Gratuito domingos e feriados

Visitas orientadas: 11-3032 2564/ agendamento@mcb.org.br

Site: www.mcb.org.br

Anúncios

Sobre arquiteturaunimar

Periódico eletrônico da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Marília.
Esse post foi publicado em Arquitetura, Arquitetura Brasileira, Arquitetura Contemporânea, Arquitetura Moderna, Eventos, Tecnologia da Construção. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s